Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Por: Guilherme Barros

RIO – Desde 2014 o Rio de Janeiro está passando por uma grande crise econômica. Milhares de pessoas estão desempregadas, para ser ter uma ideia, de acordo com a pesquisa do IBGE 1,2 milhão de pessoas perderam seus empregos nos últimos quatro anos, o maior número em todo o Brasil. Essa grande recessão tem contribuído para que milhares de pessoas abram seus próprios negócios, ou seja, se tornem empreendedores. E foi pensando nessas pessoas que a Universidade Metodista de São Paulo, no Polo EAD de Nova Iguaçu, promoveu gratuitamente a palestra ensinando os “7 passos para o sucesso do seu negócio”: 1º. Conheça seu pessoal, sua empresa. 2º. Insista no realismo. 3º. Estabeleça metas e prioridades claras. 4º. Conclua o que foi planejado e recompense quem faz. 5º. Amplie as habilidades das pessoas ao seu redor pela orientação. 6º. Conheça a si próprio. E a 7º. Não tenha medo de errar.

Na palestra estiveram presentes profissionais de diversas áreas, como engenheiro, estudante, dono de barbearia, dono de mercearia, esteticista, diretores de empresa de proteção veicular, entre outros.

– Aqui eu vi que a gente pode aprender com os erros dos outros e com os nossos também. Eu estou investindo no ramo apenas há dez meses e aprendi muita coisa onde eu estava errando. Acredito que se focar no que foi dito no curso dá para melhorar muito, em muitos âmbitos do investimento que for fazer – declarou Rafael Patrício, dono de uma Mercearia em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

A palestra ficou por conta de Brender Fagundes que possui cursos de Psicodrama e Constelações Familiares, Hipnose, Psicologia Positiva e muitos outros. Com apenas 9 anos já vendia miçanga, com 10 vendia lingerie no calçadão de Nova Iguaçu, além disso serviu o Exército Brasileiro e trabalhou como corretor. Atualmente dá aulas e palestras sobre empreendedorismo, onde destaca que segue “empoderando e conscientizando jovens empreendedores da Baixada Fluminense.”

Tem espaço para todo mundo empreender?

O capitalismo nada mais é que um modelo de negócio que muitas pessoas podem empreender, então tem espaço para todos. A crise que hoje cerca o nosso cenário, não só no Estado do Rio de Janeiro, mas também no Brasil, são diversos serviços que tinham em excesso de uma maneira sem eficiência que estão quebrando, porém para aquelas pessoas que estão em busca de atender uma necessidade, uma demanda, fazendo do seu jeito, algo que de fato agregue valor na vida das pessoas, com certeza ela vai ter espaço e a sua vaguinha para ter bastante sucesso.

Você começou a empreender aos 9 anos de idade e não parou mais. Houve algum momento que você pensou em desistir?

Eu estive em diversas frentes de trabalho, onde eu pude empreender e até hoje não houve um momento especifico, mas sim até hoje bate à vontade, será que é isso mesmo? Será que não é o momento de eu mudar? Então a desconfiança de você querer abandonar o seu negócio sempre vai existir dentro de você, o que você não pode deixar é que isso abale, é que isso faça com que você abandone os seus sonhos, porque esses momentos acontecem quando você está desconectado do seu propósito, quando você está desconectado do seu real potencial, e fica focado no que a mídia passa para você, no que aquelas pessoas que não querem que você cresça dizem para você. Foque de fato no seu potencial, no porque você está fazendo o que faz, nas pessoas que você quer ajudar, que aí sim essa vontade vai passar e você vai prosperar.

Para finalizar quais as dicas você daria para os novos empreendedores?

A primeira delas, querendo ou não a gente sempre precisa salientar a resiliência, porque muitas pessoas começam um negócio por necessidade e depois acabam abandonando quando recebem uma proposta de emprego. Não desistam dos seus sonhos facilmente, porque ter o seu próprio negócio não é fácil, é como aprender a andar, você vai tentar muitas vezes, vai cair muitas vezes, até que você crie algo, alguma metodologia, algo que você acredite que de fato vai continuar.

A segunda é após isso você atender a necessidade do cliente. Muitas pessoas começam um negócio, mas atendendo a uma necessidade sua e esquecem de fazer o básico que é perguntar aos amigos, aos familiares, se de fato eles precisam daquele produto ou serviço. Esse é um dos maiores erros dos empreendedores no início, não fazem uma pesquisa de mercado, eles acham que uma pesquisa de mercado é algo muito complexo, mas esquecem que têm amigos, familiares e vizinhos. Então comece pelas pessoas mais próximas, assim você consegue ter um parâmetro para saber o que tem que ser feito com o seu negócio.

E a terceira dela eu acredito ser o grande diferencial. É você fazer o seu cliente ganhar tempo. Hoje em dia nós estamos na era da informação, na era digital. Tem a geração milênio que são os novos adolescentes, as pessoas querem tudo muito rápido, os negócios vêm mudando cada vez mais ao longo do tempo. Então o que você deve fazer ao criar um novo negócio? É pensar em um modo que você vai atender a necessidade do seu cliente. Aí sim com resiliência você sabendo para quem vender e como vender, tendo uma estratégia correta, fazendo o seu cliente ganhar tempo, é só esperar para conseguir alcançar o seu sucesso.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook