Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Um projeto de lei sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quinta, 05, proibe o ingresso de tatuados na cabeça, rosto ou na parte da frente do pescoço na Marinha.

A lei, que teve o projeto enviado pelo governo Bolsonaro, já foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). Estão proibidos os desenhos em alusão a ideologia terrorista ou extremista, violência, criminalidade, discriminação e preconceito de raça, credo, sexo ou origem, ideia ou ato libidinoso e ato ofensivo às suas liberdades.

A Marinha já proíbe o uso de tatuagens com “alusão a ideologia terrorista ou extremista contrária às instituições democráticas, a violência, a criminalidade, a ideia ou ato libidinoso, a discriminação ou preconceito de raça, credo, sexo ou origem ou, ainda, a ideia ou ato ofensivo às Forças Armada.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook