Ronda Municipal de Queimados prende acusado de tráfico no São Simão

126
Ronda Municipal de Queimados efetuam prisão de homem acusado de tráfico de drogas - Foto: Divulgação
Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Homem estava na garupa de uma moto quando foi abordado pelos PM’s, que encontraram 601 trouxinhas de maconha em sua mochila

Por Jéssica Moreira

BAIXADA FLUMINENSE – A Ronda Municipal de Queimados teve uma manhã movimentada na quinta-feira (21). Três policiais militares a serviço do PROEIS (Programa Estadual de Integração na Segurança) – pagos pela prefeitura  – faziam patrulhamento próximo à Comunidade do São Simão, na Rua Patrícia, no bairro Nova Cidade, quando efetuaram a prisão de Geovani Rosa da Silva (32). O homem estava na garupa de uma moto e foi abordado pelos agentes por atitude suspeita. Na mochila dele, foram encontradas 601 trouxinhas de maconha.

Os policiais encaminharam o acusado e o motociclista à 55ª Delegacia de Polícia (Queimados) para registro de ocorrência. A Ronda Municipal conta com 20 policiais, que trabalham todos os dias, de 6h às 22h. Na última semana, os dados do Atlas da Violência nos municípios apontaram Queimados como a cidade mais violenta do país, entretanto, como os números tratam de ocorrências registradas em 2016, estão defasados.

Desde a implantação da Ronda Municipal, no fim de 2017, os índices de violência registraram uma queda considerável na cidade. Dados do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP/RJ) mostram uma redução em 11 indicadores de violência: homicídios dolosos e culposos, lesão corporal culposa e dolosa, roubo a comércio, bancos, veículos, cargas, coletivos e a transeuntes, além do total de roubos.

De acordo com o Secretário Municipal de Segurança e Ordem Pública, Alan Perfeito, outras medidas serão tomadas em prol da segurança pública. “Já está tudo engatilhado para a nossa Guarda Municipal começar a atuar. Ela será um reforço à Ronda Municipal, já que atuará na preservação do patrimônio, na fiscalização dos espaços e equipamentos públicos e no controle do trânsito no âmbito municipal, liberando a polícia para as áreas mais periféricas”, afirmou.

Principais quedas na comparação entre os cinco primeiros meses de 2016 e 2018 (Fonte – ISP/RJ):

  • ROUBO A BANCOS (- 100%)
  • LESÃO CORPORAL CULPOSA (– 49,6%)
  • ROUBO A CARGAS (– 46,1%)
  • LESÃO CORPORAL DOLOSA (– 42,7%)
  • ROUBO A TRANSEUNTES (– 31%)
  • HOMICÍDIO DOLOSO (-29%)
  • TOTAL DE ROUBO (– 20%)
  • ROUBO A COMÉRCIO (– 18,1%)
  • ROUBO A VEÍCULOS (– 14,5%)
  • HOMICÍDIO CULPOSO (– 11,1%)
Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook