Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

O Arco Metropolitano ou Arco Rodoviário do Rio de Janeiro, refere-se à construção de uma Estrada/Avenida que passa por oito municípios distintos – Itaguaí, Seropédica, Japeri, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Magé, Guapimirim e Itaboraí; além de ter influência direta nos municípios de Queimados, Belford Roxo, São Gonçalo, Niterói e no Município do Rio de Janeiro (Capital). Localizado, em sua maior parte, ao norte da BR-101, entre a cadeia “Serrana (Montanhosa)” e o litoral ladeada por duas baías (Guanabara e Sepetiba).  

Esta é apenas uma parte da história desta estrada, que ao longo do tempo, passou a ser uma das mais perigosas do Estado do Rio de Janeiro. Sem manutenção e totalmente às escuras, passar pelo Arco Metropolitano é uma verdadeira guerra de medos e incertezas. Pedestres e principalmente motoristas, reclamam da falta de iluminação e segurança. A obra custou cerca de R$ 2 bilhões, tem 71 quilômetros de extensão e foi inaugurada para desafogar o tráfego das estradas que dão acesso ao Rio.

Atualmente, a estrada se tornou um verdadeiro “cemitério” de postes e uma alternativa cada vez mais perigosa de tráfego. O Programa de notícias da emissora Rede Globo, Bom dia Rio, percorreu a estrada e flagrou a situação caótica em que a estrada se encontra. Além da falta de iluminação longo da via não há paradas e nem postos de abastecimento.

Este é mais um cenário do desperdício do dinheiro público.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

1 COMENTÁRIO

  1. It’s perfect time to make some plans for the future and it’s time to be happy. I’ve read this post and if I could I wish to suggest you some interesting things or tips. Perhaps you can write next articles referring to this article. I wish to read even more things about it!

Comments are closed.

Comentários no Facebook