Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Guardas municipais e agentes da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio (Agetransp) e da Supervia percorreram vagões de trens da concessionária, na quarta-feira (07/08), para verificar se o decreto do prefeito Marcelo Crivella, de 26 de fevereiro de 2019, que garante todos os assentos para pessoas idosas, gestantes, obesos, pessoas com crianças de colo e deficientes físicos, estava sendo cumprido. O secretário municipal de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, Felipe Michel, fez uma viagem da estação Santa Cruz até a Central do Brasil e flagrou vários idosos em pé. Ele alertou os passageiros e distribuiu panfletos informativos sobre a legislação. Não foram aplicadas multas.

Os adesivos que serão afixados nos vagões, com as informações sobre as novas regras, ainda estão em fase de confecção e, segundo a Supervia, dentro de 60 dias estarão nos trens. Atualmente, uma mensagem de áudio é divulgada em todas as estações, alertando que todos os assentos são preferenciais.

Há duas semanas, uma fiscalização no Metrô Rio flagrou vários idosos em pé nos vagões. Com as operações, o secretário pretende conscientizar as pessoas que ainda não respeitam a lei:

Temos uma população cada vez mais idosa e que não tem seus direitos assegurados. Nossa intenção não é multar, apesar de a multa estar prevista no decreto, e sim conscientizar.

A aposentada Rosa da Silva Fonte, que anda de trem frequentemente, reclamou que as pessoas fingem estar dormindo só para não ceder o lugar:

Vou até Realengo em pé. Muitas vezes até criam caso, fazem cara feia. Esquecem que um dia vão chegar a minha idade.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook