Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

O presidente da Ucrânia Volodymyr Zelenskyy apoiou a proposta do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia sobre o rompimento das relações diplomáticas entre a Ucrânia e a Federação Russa. A pedido do Chefe de Estado, o MFA (Ministério dos Negócios Estrangeiros), da Ucrânia iniciou o procedimento para romper as relações diplomáticas de acordo com as normas estabelecidas pelo direito internacional.

Nosso país deu este passo em resposta a atos de agressão militar da Federação Russa contra a Ucrânia, a invasão das Forças Armadas Russas para destruir o Estado ucraniano e a tomada à força de territórios ucranianos com a intenção de estabelecer o controle da ocupação. Ressaltamos que a operação ofensiva russa é um ataque à soberania e integridade territorial da Ucrânia, uma violação grosseira da Carta da ONU e das normas e princípios estabelecidos do direito internacional“.

A Ucrânia anuncia que está cortando relações diplomáticas com a Rússia, mas mantém funções consulares, de acordo com o artigo 2 da Convenção de Viena sobre Relações Consulares de 1963. “Continuaremos a defender os direitos e interesses dos ucranianos na Rússia, incluindo os presos políticos ucranianos“. O MFA também chamou a Kiev o encarregado de negócios da Ucrânia na Rússia, Vasyl Pokotylo, para consultas. O MFA (Ministério dos Negócios Estrangeiros), também iniciou a evacuação da Embaixada da Ucrânia em Moscou. Os consulados ucranianos no território da Federação Russa estão operando em suas capacidades de rotina por enquanto.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook