Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

O município de Queimados, na Baixada Fluminense, está entre os municípios com o maior índice de contágio por covid e entrou na ONDA ROXA. No município havia um hospital de campanha que foi DESATIVADO pela prefeitura mesmo em um período onde ainda havia cuidados com a doença e os pacientes diagnosticados com covid-19 estão sendo internados na Unidade de Pronto Atendimento do município se nenhuma condição e preparo para receber esses pacientes.

Na última quarta-feira, 17, uma senhora veio a falecer na unidade e segundo a família a mesma faleceu por negligência médica. Nesta quinta-feira, 18, mais uma família perdeu um de seus membros, desta vez foi um jovem que seguia internado na unidade desde sexta-feira, 12, e estava aguardando transferência para outro hospital. Nove cidades do Rio de Janeiro estão com a taxa de ocupação de leitos de UTI em 100%.

Sendo assim por qual motivo por qual motivo a prefeitura e a secretaria de saúde de Queimados não disponibilizam o hospital de campanha novamente? Esta é uma pergunta que tem sido feita por vários munícipes de Queimados.

Além de a cidade não disponibilizar um local adequado para receber estes pacientes, pois segundo informações, a UPA não dispões de material para fazer teste, o ar condicionado não funciona,  a internação dos pacientes diagnosticados com a Covid-19, vem sendo feita na antiga ala pediátrica, que foi desabilitada exatamente para receber os pacientes com a Covid-19, e não há nenhum isolamento com os outros pacientes, sendo “separados” apenas por uma porta. 

Diante de todo este quadro, as aglomerações continuam em bares, campos de futebol, nas ruas e etc. Quantos mais Queimadenses terão que passar por este sofrimento para que o governo do município tome providências cabíveis para conter o avanço da doença?

Cabe também a POPULAÇÃO, se conscientizar e evitar que a disseminação do vírus continue, tomando as medidas cabíveis.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook