Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

No Estado do Rio de Janeiro são registrados, em média, cerca de dois crimes de racismo todos os dias. Esses dados Os dados foram obtidos através do Dossiê de Crimes Raciais, elaborado pelo Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP-RJ). Em se tratando de casos de intolerância a situação não é muito diferente, em 2020 o ISP-RJ fez um levantamento onde se constatou que 1.355 crimes cometidos neste mesmo ano podem estar relacionados à intolerância religiosa.

A intolerância, seja de qualquer espécie – raça, religião, opção sexual, política ou cor – fere a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Por isso, todo tipo de preconceito deve ser combatido para, no futuro, haver uma sociedade mais igualitária e livre. É necessário que haja mais respeito, igualdade e menos preconceito

No Rio de Janeiro, foi aprovada e sancionada, no último dia 11 de maio,  a Lei que determina a criação de delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância – DECRADIS. A criação destas delegacias não acarretará nenhum aumento nas despesas e estará sempre de  acordo com a demanda regional e do plano estratégico. Além das delegacias, a sociedade também poderá contar com  núcleos especializados.

Com a criação destas delegacias a sociedade poderá denunciar casos em que ocorram estes tipos de crime, às vezes não denunciado por falta de um local específico onde se possa fazer a denúncia. Esta é uma grande conquista para os cariocas.

Foto: Arquivo pessoal -Deputado Wellington José

Este Projeto de Lei, é de autoria de vários deputados, entre eles o deputado Wellington José, que não tem medido esforços na luta pela sociedade.

“Crimes Raciais e de intolerância precisam e devem ser investigados e punidos com o máximo rigor da lei”. (Deputado Wellington José)

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook