Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Os documentos do Jogador de futebol Neymar Santos, foram utilizados para o pedido do benefício emergencial de R$ 600 concedidos pelo governo federal para trabalhadores informais e  desempregados impactados com a crise financeira imposta pela pandemia do novo coronavírus. 

O jogador teve o auxílio autorizado mas, de acordo com a Caixa a solicitação está sendo revisada.  “Seu cadastro foi identificado com indícios de desconformidades com a Lei 13.982/2020 e está sendo reavaliado”, informou o acompanhamento do auxílio emergencial.

A assessoria de Neymar ressaltou que o jogador jamais solicitou o benefício . Essa não é a primeira vez que o sistema é vítima de fraudes. Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) alertou para o risco de 8,1 milhões de brasileiros terem recebido indevidamente o auxílio emergencial. OMinistério da Cidadania afirmou que trabalha em conjunto com diversos órgãos, dentre eles Controladoria-Geral da União (CGU) e com o Tribunal de Contas da União (TCU) trabalhando contra fraudes. “Estes atos têm permitido a geração de trilhas de auditoria que são usadas para identificar, tomar ações de recuperação e retroalimentar com informações para a melhoria na análise de cada lote de solicitações do auxílio emergencial”, diz o comunicado.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook