Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

O governador Cláudio Castro acompanhou, no último dia (01/07), no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o RIOGaleão, para o início da operação comercial da Ita (Itapemirim Transportes Aéreos) no Rio de Janeiro. Fundada em 2020, a empresa fez seu primeiro voo no dia (29/06), de São Paulo para Brasília. 

Inicialmente, a Ita atuará em oito cidades brasileiras: Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA) e Salvador (BA).  Até junho de 2022, o plano da companhia é estar presente em 35 destinos do país, com 50 aviões na frota. 

Governador Claudio Castro – Foto: Governo do Estado RJ

O Rio de Janeiro é a porta de entrada do nosso país. Temos como missão tornar o Rio atrativo novamente. Fazer com que o estado volte a ter o protagonismo que ele não poderia ter perdido. Por isso, a chegada da Ita ao RIOGaleão é tão importante. Minha fala hoje é de agradecimento por mais esta parceria de sucesso – destacou o governador Cláudio Castro. 

O secretário de Estado de Turismo, Gustavo Tutuca, reforçou a importância da iniciativa para o fomento do setor.

O turismo no Rio de Janeiro precisa ficar de pé, e o Governo do Estado está dando todo o apoio para isso. Estamos em grande esforço de reerguer o RIOGaleão, e a essa iniciativa da Ita é importante para o nosso país – disse. 

O presidente da Ita, Sidnei Piva, também ressaltou que as operações aéreas podem ajudar a acelerar o desenvolvimento do estado.  

O Rio de Janeiro representa o nosso país no turismo mundial, e hoje iniciamos uma história muito importante aqui no estado. É com muita satisfação que vamos fazer esse trabalho de desenvolvimento e fomentar o turismo no Rio – enfatizou. 

Revitalização do aeroporto

No dia (30/06), o governador Cláudio Castro e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, reuniram-se com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em Brasília, para discutir a revitalização do RioGaleão. O encontro teve o objetivo de mostrar a preocupação com o esvaziamento do principal aeroporto do Estado do Rio e, em conjunto com o governo federal, buscar soluções para recuperar o movimento, com mais voos e passageiros.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook