Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

A primeira parte do depoimento do empresário Luciano Hang à CPI da Pandemia, nesta quarta-feira (29), dividiu os senadores do grupo majoritário, o G7 causando tumultuo. Diversas interrupções, de senadores favoráveis e contrários ao governo, marcaram a oitiva. Entre troca de acusações e gritos dos parlamentares, a sessão foi suspensa por 40 minutos. Para os membros do G7, o depoente agiu premeditadamente e tentou descredibilizar as investigações, desde a intervenção inicial do depoente às primeiras perguntas do relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL). Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e apoiador do governo Bolsonaro, é suspeito de pertencer ao chamado “gabinete paralelo“, grupo que atuou informalmente junto ao Ministério da Saúde nas decisões relacionadas ao combate à pandemia.

Esse grupo é suspeito de contribuir para a disseminação de fake news sobre a doença, de promover tratamentos sem comprovação científica e defender a “imunidade de rebanho” em detrimento do distanciamento social e da vacinação em massa. Luciano Hang ao ser convidado para comparecer a CPI da pandemia, afirmou em suas redes sociais que está “tranquilo” porque tem “a verdade” ao seu lado. “Todas as acusações a meu respeito são mentirosas e não existem provas contra mim”, disse.

Em sua fala inicial, Hang rejeitou a pecha de “negacionista” e disse ser favorável à vacina. Afirmou que a CPI desrespeitou a memória de sua mãe, Regina, que morreu de covid em fevereiro, em hospital da empresa Prevent Senior, investigada pela comissão. O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), negou ter havido desrespeito e observou que foi o próprio depoente o primeiro a mencionar a morte da mãe nas redes sociais, para defender o controvertido “tratamento precoce” contra o coronavírus.

Hang nega disparo de fake news e admite que atestado de óbito de sua mãe omitia Covid-19

Respondendo a um questionamento do senador Renan Calheiros (MDB-AL), Luciano Hang confirmou que o primeiro atestado de óbito de sua mãe ao qual teve acesso não citava a infecção por Covid-19. “Achei estranho de não estar no óbito, mas eu sou leigo. Segundo eles, quem preencheu o atestado de óbito foi o plantonista”, disse. Na sequência, o empresário afirmou que a Prevent Senior o encaminhou um novo documento. Este cita o coronavírus como uma das causas da morte. O relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), então, exibiu o termo assinado pelo hospital, que omite a doença. “Pode ter acontecido um erro do plantonista ao preencher o documento”, justificou. “Não vejo interesse do hospital em mentir sobre a morte da minha mãe”, acrescentou.

Hang negou ter recebido financiamento de instituições públicas, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O empresário reconheceu, no entanto, ter recorrido à Agência Especial de Financiamento Industrial (Finame), subsidiária do BNDES, para comprar máquinas.

Hang já havia divulgado vídeo com ataques ao relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), antes de começar seu depoimento na comissão. Hang afirmou que Renan é quem pratica negacionismo, fazendo analogia com a mesma palavra pela qual é acusado por divulgar notícias falsas sobre a Covid-19. O empresário disse que o senador já respondeu a 25 processos no STF (Supremo Tribunal Federal), em alguns deles “já até inocentado” e que, em todos, “adotou o que poderiam chamar de negacionismo como estratégia de defesa“, disse mais: “Ele passou quase toda a sua vida pública negando as acusações de peculato, corrupção, recebimento de propinas, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Não estou acusando o senador, estou apenas relatando fatos documentados em meios oficiais e na imprensa“, disse.

Na saída de Hang da CPI juntos com apoiadores foi questionado pela imprensa se ele tem pretensões políticas em 2022, o mesmo disse que irá aguardar até o último momento que a lei determina tomar uma decisão, nessa hora Hang olha para o filho do presidente Jair Messias Bolsonaro que foi questionado por tantas faltas nas sessões da CPI e que justo no dia do depoimento de Hang compareceu, o mesmo respondeu dizendo que não há interesse em participar por não acreditar na CPI que deveria está investigando os Governadores que desviarão verbas durante a pandemia em 2020 e que estava ali , somente por causa do depoimento de Luciano Hang.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook