Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

No primeiro semestre de 2021, o Governo Federal concedeu 29 ativos à iniciativa privada, o número representa um total de R$ 17,85 bilhões em investimentos contratados e um potencial para gerar mais de 330 mil empregos. O anúncio foi feito durante o balanço das do Ministério da Infraestrutura, realizado nesta sexta-feira (02).

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL) atuou diretamente na estruturação de concessões de ferrovias, rodovias e terminais portuários. Os estudos realizados pela estatal foram responsáveis diretos pela contratação de mais de 11 bilhões em investimentos, e a qualidade dos projetos ofertados ao mercado foi um dos destaques, de acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

O que ficou notório é que os investidores ressaltaram muito a qualidade da estruturação dos projetos. Esse foi um diferencial e algo que foi muito ressaltado”, disse.

Veja as concessões realizadas no primeiro semestre e que tiveram a participação da EPL:

Portos – Estudos de Viabilidade para os terminais IQI 03, IQI 11, IQI 31, IQI 13 (MA) e PEL 01 (RS) – R$ 611 milhões em investimentos contratados

Ferrovia – Atualização dos estudos de demanda para a concessão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste –R$ 3,3 bilhões em investimentos contratados

Rodovias – Estudos de Viabilidade e Licenciamento Ambiental para a concessão da rodovia BR-153/080/414/GO/TO – R$ 7,8 bilhões em investimentos contratados

Perspectivas – A EPL ainda entregou ao Ministério estudos que vão resultar em diversos leilões que ocorrerão até o final deste ano, como a nova concessão da Rodovia Presidente Dutra. O projeto estruturado pela EPL abrange ainda a Rio-Santos (BR-116/101/SP/RJ) e deve garantir ao menos R$ 14,5 bilhões em investimentos. Além da concessão da Dutra, estão previstas outras três concessões: BR-163/230/MT/PA, BR-381/262/MG/ES e BR-116/493/465/RJ/MG.

Já no setor ferroviário, a perspectiva do governo é a concessão da Ferrogrão, que deve atrair investimentos de R$ 16,77 bilhões. Os recursos para o financiamento do empreendimento poderão ser captados por meio de títulos verdes, os chamados green bonds. A EPL conduziu o trabalho e qualificou as concessões ferroviárias do Ministério da Infraestrutura no programa de investimentos sustentáveis.

No setor portuário, os próximos leilões já estão marcados: no dia 13 de agosto serão leiloados terminais no norte e nordeste. Ao longo do segundo semestre, a previsão do Ministério da Infraestrutura é de que 18 terminais sejam entregues à administração da iniciativa privada.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook