Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

O governador Cláudio Castro entregou, nesta quinta-feira (16/12), 62 novas viaturas, no estilo picape, para a Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol). Vinte delas são destinadas à Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), unidade de elite da instituição. Quarenta veículos, sendo 20 caracterizados, vão para para delegacias distritais e especializadas. Os outros 20, descaracterizados, serão usados em ações de inteligência policial. As duas viaturas restantes têm padrão antibombas. O investimento total na renovação da frota é de cerca de R$ 20 milhões.

Estas novas viaturas vão reforçar delegacias de todo o estado, incluindo Niterói, São Gonçalo, Baixada Fluminense e interior, além das especializadas. Isso mostra que nossa gestão é para todo o Rio de Janeiro, não foca em determinadas regiões e tem o objetivo de melhorar a Segurança Pública – disse Cláudio Castro.

Governador Claudio Castro paraticipa da cerimônia de assinatura do convênio entre as secretarias de Esporte e de Polícia Civil para reforma do Centro Esportivo da Academia de Polícia. – Foto: Carlos Magno

A aquisição visa o reforço e o restabelecimento operacional da Polícia Civil. Os novos veículos chamam a atenção pela inovação: uma tecnologia inédita de blindagem foi usada nos para-brisas e é contra tiros de fuzil. A medida garante mais segurança aos agentes.

Os novos automóveis vão facilitar a mobilidade dos agentes em terrenos de difícil acesso. O governo estadual dá prosseguimento ao plano de investimentos na polícia judiciária – disse o secretário de Polícia Civil, delegado Allan Turnowski.

Centros esportivos

Na ocasião, também foi assinado um termo de cooperação técnica entre as secretarias de Polícia Civil e de Esporte, Lazer e Juventude para a instalação de centros esportivos para atender crianças e adolescentes. Um dos núcleos vai funcionar nas instalações da Academia de Polícia Sylvio Terra (Acadepol), no Centro do Rio, para atender à comunidade infanto-juvenil do entorno, além de policiais civis e os dependentes.

Esta iniciativa mostra, na prática, como a integração e o diálogo funcionam. A ação das duas secretarias resultou neste belo projeto que vai incluir a população, principalmente o público infanto-juvenil. As crianças terão a oportunidade, ao conviverem com os policiais civis, de escolherem o melhor caminho – lembrou Cláudio Castro.

No projeto estão previstos, além da academia, a revitalização da piscina, criação de uma sala de pilates e, ainda, salas de atendimento nutricional e psicológico.

Vamos trazer crianças e adolescentes para praticar esportes. Isso aproxima a população da Polícia Civil e pode mudar a referência de vida daqueles meninos e meninas. Será a educação pelo esporte – reforçou Turnowski.

Haverá, ainda, a instalação de um segundo centro esportivo. Desta vez, na Cidade da Polícia, no Jacaré, Zona Norte do Rio, onde o atendimento será exclusivo aos policiais civis e dependentes. A estrutura prevê uma academia de musculação e espaço para treinos funcionais e voltados para a reabilitação dos policiais civis.

Vamos revitalizar os equipamentos esportivos, com destaque para a piscina, além de fornecer os materiais necessários para as atividades. Num deles, vamos atender, além dos policiais e seus dependentes, a comunidade do entorno, com ênfase nas crianças e adolescentes – afirmou o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Gutemberg Fonseca.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook