Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

A cidade de Casimiro de Abreu, no interior do Rio de Janeiro, poderá receber o título de “Capital Estadual do Cavalo”. A proposta está em tramitação na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O município vem se destacando na realização de feiras e atividades relacionadas ao setor equino. O objetivo da homenagem é impulsionar ainda mais o turismo e a economia da região, contribuindo para ampliar as oportunidades de emprego. 

Casimiro de Abreu foi o segundo município do país e o primeiro do Estado do Rio de Janeiro que mais realizou eventos equestres oficiais durante a pandemia Covid-19 – foram dez eventos em apenas 13 meses, alguns de abrangência nacional, como os da raça campolina, que envolveram criadores de nove estados. “A pandemia do coronavírus trouxe a necessidade da sociedade se reinventar, desde criação de novos hábitos até novas formas de adequação de serviços e vendas. Casimiro de Abreu abarcou o segmento dos equinos para alavancar e estruturar a economia, devendo a importância dos cavalos ser reconhecida e declarada”, afirma o deputado Jair Bittencourt.

Com a realização dos eventos, Casimiro de Abreu recebeu quatro mil equinos, mais de 1500 expositores, mais de cinco mil profissionais envolvidos com os animais direta e indiretamente. O setor hoteleiro obteve aumento de faturamento, refletindo positivamente também em restaurantes, postos de combustíveis e na economia local. “Não só os moradores de Casimiro, mas toda a região sairá ganhando com o reconhecimento de um título, atraindo mais turistas, aumentando a renda e desenvolvimento”, conclui o deputado.

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook