Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

“Quem são as mais de 3,6 milhões de mulheres cariocas? Quais são os desafios enfrentados por essas mulheres? Quais indicadores priorizar considerando as desigualdades nos territórios? Como incidir com a pauta de gênero nas estratégias e metas? Estes e outros questionamentos fizeram parte da primeira consulta pública do Mapa da Mulher Carioca, e agora da segunda consulta, que, além desses interesses, pretende conhecer  todos os aspectos da vida desta mulher que vive na capital do Rio de Janeiro para desenvolver políticas públicas mais adequadas. 

Estima-se que a população da cidade do Rio, em 2019, era composta por 6.718.903 habitantes, sendo a maioria deles formada por mulheres, 54,4%. A segunda consulta pública quer saber a opinião das cariocas sobre empregabilidade, cursos e capacitações, saúde e segurança. Os resultados irão auxiliar na construção de políticas públicas para mulheres, em toda sua pluralidade, por parte dos gestores municipais. 

A consulta pública do Mapa da Mulher Carioca ficará no ar até 10 de Outubro, no site: http://mapamulhercarioca.rio.rj.gov.br/ e participa.rio, além das redes sociais da Secretaria e portais 1746. São apenas 10 minutos e a participação pode ser feita pelo computador, tablet ou celular (e em breve, presencialmente em alguns pontos focais da Cidade do Rio, como o espaço do DataLab). 

A Secretaria Especial de Políticas e Promoção da Mulher (SPM-Rio) busca com as consultas públicas dar ênfase à participação popular. A consulta pode ser respondida não só por quem mora na cidade do Rio, mas sim também por todas aquelas que acessam a cidade, seja para trabalhar, estudar ou utilizar equipamentos públicos e/ou privados disponíveis em nosso território.  

Nos ajude a espalhar essa matéria entre seus amigos e grupos em que você participa.

Comentários no Facebook